Artigo

Tenha saúde e emagreça por consequência 

           Um emagrecimento Estratégico aborda uma forma de manter uma alimentação saudável e livre de exageros, em forma de reeducação e não de dieta. Hoje a obesidade, além de envolver questões estéticas e afetar a autoestima, é um problema de saúde pública.
 O sobrepeso tem afetado a vida de milhares de pessoas e tem avançado cada vez mais no país e no mundo. Segundo a pesquisa do Ministério da Saúde, cerca de 51% da população brasileira acima de 18 anos, está acima do peso ou obesa, o que é uma situação alarmante.
Um estudo recente publicado pela faculdade de medicina de são Paulo (FMUSP) aponta que em 2025, o Brasil terá 29 mil casos de câncer relacionados á obesidade. Hoje os casos de câncer ligados à obesidade correspondem a 3,8% de todos os diagnósticos feitos no Brasil. A previsão é que em 2025, esse numero salte para 4,6%.
Manter uma alimentação equilibrada pode diminuir os riscos para diversas doenças, como câncer, diabetes e doenças cardiovasculares. 
O grande problema na maioria das dietas, é que elas entram e saem de moda com muita rapidez, oferecendo soluções paliativas. Em um curto prazo, propõe a restrição de calorias e não tem foco em uma educação alimentar definitiva.
Uma alimentação saudável não significa passar fome, mas sim escolher alimentos certos que colaboram para o bom funcionamento do metabolismo e contribuem com o bem-estar. Esse processo deve ser longe de excessos e grandes restrições. Deve ser forma equilibrada e balanceada.
Do ponto de vista nutricional, comer comidas fora da embalagem, ainda é a forma mais saudável de se equilibrar uma alimentação. 
Alimentos processados e ultra processados, não faz parte da boa nutrição. Infelizmente, estes produtos alimentícios que perderam suas características nutricionais, estão presentes na maior parte da alimentação ocidental, impactando cada vez mais no processo de obesidade e doenças. 
Como compor suas refeições, contribuir para um corpo saudável e evitar doenças?
✔    Coma legumes e frutas principalmente aproveitando as que estão dentro das estações.  Além de serem mais baratos, tem menos a teor de agrotóxicos.  Esse grupo de alimentos fornece boa dose de fibra, vitaminas e minerais que o corpo necessita. 
✔    Alimentos integrais, como arroz, aveia, quinoa, linhaça, são boas fontes de minerais importantes, fibras e carboidratos complexos. Estão no grupo dos aliados da perda de peso por manter a saciedade por mais tempo. Eles não elevam a glicemia de forma rápida. Esse processo evita uma possível resistência à insulina. Muito comum no sobrepeso / obesidade.
✔    Se possível prefira os orgânicos 
✔    Escolhas gorduras de boas fontes como, manteiga, azeite extra virgem, óleo de coco, abacate, e as castanhas. 
✔    Proteínas, essa classe inclui, todas as carnes, ovos e leguminosas (feijões). Além de alguns cereias como a quinoa.  São muito importantes em qualquer fase da vida, para reparar e produzir vários componentes que nosso corpo precisa como, hormônios, enzimas, neurotransmissores, anticorpos, além da reposição do gasto energético. 
✔    Aproveite o doce das frutas nas preparações culinárias, tanto de bebidas ou pratos de sobremesas. 
✔    Cuide do seu intestino. De forma resumida, estudos recentes revelam que o sistema digestivo funciona como o “segundo cérebro” com cerca de meio bilhão de neurônios e mais de 30 neurotransmissores, desses, (dopamina 50% e serotonina 90%). Deficiência de serotonina está relacionada com a depressão e compulsão por comer doces, que consequentemente leva ao aumento do peso.
✔    Existe um eixo hipotálamo intestino que funciona o tempo todo. Porém, para que essa sinergia aconteça é preciso que o intestino esteja em boas condições para extrair energia dos alimentos e controlar funções importantes do corpo. 
✔    Uma das formas simples de cuidar do sistema digestivo, é fornecer fibras insolúveis e solúveis (batata yacon, biomassa de banana verde, maçã, farinha de berinjela, aveia). Alimentos fermentados naturais (chucrutes, kefir, kombucha), atividade física e ingestão de agua.
✔    Água. Um item barato e indispensável, porém, muitas vezes ignorados por uma boa parcela da população. A água quantidade adequada, elimina toxinas, auxilia no transporte de nutrientes e melhora o funcionamento intestinal. 
✔     Evite açúcar e adoçantes, eles afetam a flora intestinal, causando desiquilíbrio entre os microrganismos que protegem o intestino. 
Faça acompanhamento com um profissional capacitado para te orientar no seu plano alimentar, de acordo com a sua individualidade. 


Com carinho Ana Reis